Pesquisar Apaes

Você deseja ir para qual instituição Apae? Clique nas setas para visualizar as opções.

Estado

Unidade

Romaria das Pessoas com Deficiência lembra conquistas das Apaes neste sábado (26)

A Festa da Penha, que é está sendo realizada desde o último domingo (20/04), em Vila Velha, recebe neste sábado (26) a IX Romaria das Pessoas com Deficiência. A romaria é planejada e realizada pelo Fórum de Entidades de Pessoas com Deficiência do Espírito Santo do qual a Feapaes é participante. Este ano o evento, além de receber reivindicações, será palco para comemorar vitórias conquistadas desde a última edição. Entre elas está a contratação das Apaes pela Sedu como prestadoras de serviço para o atendimento no contraturno aos alunos incluídos em escolas públicas, o que garante prestação de serviços qualificados para mais de oito mil pessoas em todo o Estado.

Além disso, há também uma campanha desenvolvida em uma parceria entre o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) e a Feapaes que está convocando até o dia 7 de maio as pessoas com deficiência, incluindo os que têm deficiência intelectual, para que tirem seu título de eleitor, informem suas necessidades nos locais de votação e compareçam às urnas, conferindo mais um elemento de cidadania a esta parcela da população que, além disso, ganha poder de pressão junto aos representantes eleitos

A concentração para a Romaria começa às 7h30 na Praça Duque de Caxias, conhecida como a Praça do Titanic, no centro de Vila Velha. A caminhada começará às 8 horas com destino ao Parque da Prainha, onde haverá celebração com o padre Carlos Pinto Barbosa, prevista para 9 horas. Haverá, ainda, uma apresentação do Coral de Pessoas com deficiência da Subsecretaria de Pessoas Com Deficiência de Vila Velha.

Os organizadores da XI Romaria orientam os participantes a levarem água, chapéu e protetor solar, além da utilização de roupas leves devido à previsão de calor para o dia do evento. A Feapaes convoca as Apaes de todo Estado para que enviem caravanas para que as conquistas sejam comemoradas e as necessidades sejam explicitadas à sociedade.

Em 2013 a oitava edição da Romaria levou mais de 2,5 mil pessoas às ruas da Prainha. Com cunho social e servindo como espaço para a reivindicação das demandas desta parcela da sociedade, a Romaria recebeu grupos de vários municípios.

De acordo com o presidente da Feapaes, Washington Luiz Sieleman Almeida, o evento cresceu e vários segmentos participam, fazendo com que o cunho da romaria transcenda a questão religiosa, contando com pessoas de diversos segmentos religiosos ou sem vínculo religioso. Ele ressaltou, ainda, que o Fórum de Entidades de Pessoas com Deficiência (que organiza o evento) tem gerado resultados importantes e chamou a atenção da sociedade para direitos não atendidos.

“É inegável que estamos progredindo e as pessoas com deficiência estão ocupando espaços, demonstrando que são capazes de ocupar estes espaços. A romaria é uma manifestação pelos direitos das pessoas com deficiência e pela garantia de respeito e inclusão ampla”, disse.

 

Acessibilidade

Para facilitar o acesso ao Convento da Penha durante a Festa, entre os dias 20 e 28 de abril, a Arquidiocese de Vitória, o Convento da Penha e a Prefeitura de Vila Velha, além de parceiros públicos e privados, prepararam algumas medidas de acessibilidade universal, que incluem gestantes e idosos.

Pela primeira vez dois micro-ônibus e quatro veículos adaptados, em parceria com a Ceturb-GV, estarão disponíveis para a locomoção desse público. Esse serviço será disponibilizado para as caravanas que desembarcarão na Praça Duque de Caxias, fazendo o translado até o Convento da Penha.

Outras medidas serão tomadas como assentos de uso preferencial sinalizados, espaços e instalações acessíveis; mobiliário de recepção e atendimento obrigatoriamente adaptado à altura e à condição física de pessoas em cadeira de rodas, conforme estabelecido nas normas técnicas de acessibilidade da ABNT; serviços de atendimento para pessoas com deficiência auditiva, prestado por intérpretes ou pessoas capacitadas em Língua Brasileira de Sinais (Libras), e para pessoas surdocegas, prestado por guias-intérpretes ou pessoas capacitadas neste tipo de atendimento; pessoal capacitado para prestar atendimento às pessoas com deficiência visual, intelectual e múltipla, bem como às pessoas idosas; disponibilidade de área especial para embarque e desembarque de pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida; sinalização ambiental para orientação das pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida; divulgação, em lugar visível, do direito de atendimento prioritário das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida; admissão de entrada e permanência de cão-guia ou cão-guia de acompanhamento junto à pessoa com deficiência ou de treinador nos órgãos da administração pública direta, indireta e fundacional, nas empresas prestadoras de serviços públicos, bem como nas demais edificações de uso público, além daquelas de uso coletivo, mediante apresentação da carteira de vacina atualizada do animal.

 

A Romaria

A Romaria das Pessoas com Deficiência é realizada dentro das comemorações da Festa da Penha, que também inclui a romaria de outros segmentos, e se tornou um importante espaço de reivindicação, promovendo a visibilidade dos problemas enfrentados pela sociedade. Por possuir esta característica, pessoas de diferentes credos participam desta mobilização.

A Romaria das Pessoas com Deficiência é uma realização do Fórum de Entidades de Pessoas com Deficiência, do qual fazem parte a Feapaes, Federação das Associações Pestalozzi´s do Espírito Santo, União de Cegos Dom Pedro II, Conselho Estadual de Pessoas com Deficiência do Espírito Santo (Condef), Associação Mães e Amigos de Autistas (Amaes), Apae de Cariacica, Apae da Serra, Apae de Vitória, Apae de Viana, Apae de Vila Velha, Pestalozzi de Vila Velha, Pestalozzi de Jacaraípe, Centro de Referência Especializado da Assistência Social para Pessoas com Deficiência de Vitória (Creas Prefeitura Municipal de Vitória), Associação de Pais e Amigos de Portadores de Deficiência dos Funcionários do Banco do Brasil (APABB), Associação Capixaba de Pais e Profissionais ligados ao Trabalho da Saúde das Crianças e Adolescentes Portadores de Deficiência (Ascappa), Vitória Down, Instituto Luiz Braile, EXPENHA, Associação Capixaba de Paralisia Cerebral, Associação Brasileira de Superdotados (ABSD/ES), Subsecretaria de Pessoas com Deficiência da Prefeitura de Vila Velha e Mandato do Deputado Estadual Claudio Vereza.

Endereço:
Rua José Alexandre Buaiz, 300, Ed. Work Center Office, Sala 617 • Vitória • ES
E-mail:
[email protected]
Telefone:
(27) 32237035